14 de novembro de 2009

FOI SEM QUERER


Reconheço, sinto sua falta
Ainda penso em como lidar com a distância
Introspectivo, irracional, improvável
Saudade transborda
A razão seca.

Foi sem querer, aconteceu
Onde posso fazer o acaso se merecer?
Raiando o bem estar que você me dá
Nas nuvens da razão, faço trespassar
Atrás do horizonte da realidade
Zomba de mim quem pode olhar-te
Ante o que sinto, é um reflexo teu
Rompendo os limites do desconhecido
Interpretando o que já nasceu.

- Vinicius Neves
Postar um comentário