15 de dezembro de 2010

NATAL-NÃO-HIPÓCRITA


Já critiquei muito o Natal por "N" fatores. 

A primeira é a parte supostamente hipócrita da data. Mas parando pra pensar bem, sempre cultivei a teoria de que todos pensam o MELHOR e o PIOR de TODOS a sua volta (sim, todos) - o que difere isso é que simplesmente não falamos para os outros tudo o que pensamos, seja bom ou ruim.

Quando estamos em algum momento de fúria, logo disparamos as coisas ruins que pensamos, coisas que nunca falaríamos em momentos normais. Algo que percebi com o decorrer dos anos em que criei ódio dentro de meu ser foi que a medida que fui expulsando isso de dentro de mim com as palavras reconfortantes de Jesus; fui notando também que esta época é usada especialmente para falarmos as coisas boas que desejamos as pessoas, mas que em momentos normais não falamos.
Por mais que hajam inimizades, pessoas que não tenha afeto, ou até mesmo respeito; eu NUNCA vou desejar mal verdadeiro a ela. Assim como creio que a maioria de nós também não o fará...
A conclusão que tiro é que o Natal e Final de Ano são datas abençoadas, porque podemos expressar a parte boa que temos em nós com as pessoas que estão ao nosso redor.
Nem sempre é fácil ser cristão, nem sempre é fácil ser legal, nem sempre é fácil amar. Mas uma "desculpa" no final do ano para desejar coisas boas, e mostrar interesse em amar o próximo, é um passo muito importante para sermos um pouco mais parecidos com nosso Criador.


- Vinicius Neves
Postar um comentário