30 de março de 2011

REFLEXO


Como é galante a dor, galanteador
É um reflexo do que realmente somos
É na dor que mostramos nossa verdadeira face
Misturamos todo nosso desfalque

Nenhum reflexo é perfeito
Reflexo maior é aquele que há no peito
A saudade afogou-se com tantas lágrimas
Lágrimas estas que me perguntam aonde vou
Céus, nem sei mais quem sou

Tais palavras de tão pesadas não sobressaem ao chão
Por pensamentos que vem e vão, que vem em vão
Pensar no presente como algo estranho e medonho
Diante da realidade que lembro como um sonho.


- Vinicius Neves
Postar um comentário