16 de abril de 2011

CARTA PARA CATARINA


Centralizar o coração de um homem não é tarefa fácil
Atenuar as mazelas que se encondem no olhar em pedaços
Transfigurar as transições de alguém perdido
Acender um pouco de luz de sol aonde havia escurecido
Redesenhar os planos de com a felicidade plantar uma semente
Interiormente o interior não mente
Na sua presença sinto algo que tinha se tornado incomum: tranquilidade
A definição para tudo isso é intraduzível assim como a palavra "saudade"

Rabisque seus desenhos, assim como transmito minhas escritas
Inspire minhas mãos, minha boca, meu tempo, meus dias
Busque em meus braços refúgio contra a solidão
Entregue-se ao meu espaço para que o universo volte a ser imensidão
Intriga-me o cheiro de teu cabelo e tudo o mais que posso lhe tocar
Rogo tranquilidade quando faz meu abraço te apertar
Ostentando meu sorriso até onde nunca pôde chegar.


- Vinicius Neves
Postar um comentário