4 de julho de 2011

O LEÃO E O SOL


Meus joelhos desgastados me impedem de ver as coisas como aparentam ser
Meus ombros carregarão a vitória de eras que há muito foi prometido pelo teu sangue
Não deixarei que palavras e ações se ponham no meu caminho
Sou herdeiro da glória que se estende desde os confins da terra

A honra dos céus me guiará até onde a luz impeça os outros de enxergar
Minhas asas serão formadas de fé e nobreza
O rugido do leão aquecerá meu coração por cima das montanhas congeladas de ódio
A fé será a espada que despedaçará cada punhado de trevas que encontrar a minha frente

Meus olhos reluzirão mais que as estrelas mais brilhantes no espaço mais escuro
Meus pés serão guias para os que quiserem provar da liberdade que ninguem mais pode dar
Encherei meu peito de coragem para desafiar a morte e a falta de esperança
A quem escutar minhas histórias, nunca mais ouvirá coisa alguma além das glórias do sol e do leão
O resto da terra estremece com teu nome e os que escutam vivem para sempre.


- Vinicius Neves
Postar um comentário