21 de outubro de 2011

COM A FÉ DA MANHÃ


Abri os olhos, mas demorei um pouco para acordar
Desci pelas escadas que levam até meus pensamentos mais profundos
A mesa estava pronta, era café da manhã
Com a fé da manhã preparei minha ceia e provei sua doçura

Tem pouca fé no meu café

Aproveitei cada pedaço do meu desjejum
É a refeição mais importante do dia
Apenas seu cheiro já faz com que despertemos
E nada substitui seu sabor único


Penso, logo esqueço
Se é comum, torna-se irritante
Se é temporal, torna-se necessário


Tem que por café na minha fé

Levantar e andar
Sem ter medo de onde meus pés irão me levar.


- Vinicius Neves
Postar um comentário