8 de outubro de 2012

E FOI ASSIM


E foi assim,
O desejo saltou de meu peito querendo que meu corpo se movesse em sua direção
Cada pedaço de meu ser querendo se entrelaçar com todos os seus pedaços
A alma gritando ensandecidamente pela vontade de te agarrar em meus braços com firmeza e beijar cada centímetro de suas curvas
Curvas belas, das quais os olhos insistem em pregar na memória

O shortinho jeans exaltando as belíssimas pernas alvas
As mãos mais suaves que cetim
Os lábios carnudos e deliciosos como um manjar dos deuses deve ser
A pele com frescor de sensualidade misturado com inocência

E foi assim,
Meus pensamentos me levarão até onde teu corpo estaria me esperando
Se tuas mãos são tão macias e suaves, me pergunto como será todo o resto
Teus seios certamente devem ter a textura e sabor dos quais jamais provei
Tua pele branca e aveludada se mistura com uma leve coloração rosa que me faz mergulhar no desejo de conhecer tudo o que sua roupa me impede de enxergar

Precisaria de muitas horas para me deliciar com todo esplendor de sua forma
Meus lábios fariam questão de tocar toda sua extensão
A pegaria em meus braços, a encostaria contra a parede, erguida
Não a deixaria sair antes que eu pudesse escutar seus gemidos se multiplicarem e se exaurirem em meus ouvidos

E foi assim,
Que acorrentei todas as minhas vontades e desejos e apenas disse:
- Que noite linda, não?


- Vinicius Neves
Postar um comentário