2 de outubro de 2012

A TEMPESTADE EM MIM


Vivo conforme sinto
Infinitos labirintos
Nuances celestiais de um abismo pessoal
Infimo envolvimento de um pensamento transversal
Ceifador de flores do deserto
Iniciante de plantações no inverno
Ultimo sobrevivente dos muitos que viviam em mim
Setencia as personas dramáticas esperando que um dia tenham fim

Nuvem de conhecimento que paira sobre a cabeça
Evitando, dentre outras coisas, que se esqueça
Variações infindáveis de pensamentos e de humor
Esgotando minha própria paciência de ser quem sou
Suturando os remendos de minha alma, seja aonde for.


- Vinicius Neves
Postar um comentário