1 de novembro de 2012

TIETÊANDO


Nascemos na garoa, crescemos no sereno
Aprendemos a nos agasalhar desde pequeno
Hoje em dia a chuva que temos é de depressão
Que quer apagar qualquer chama de emoção

É difícil não se deixar levar por essa onda
Que não vem por mar, vem por ar; nos ronda
A fé é guarda-chuva entre a Z/O e a Z/L
Chuva ácida que queima e arde nossa pele

O medo que espreita em cada esquina
A falta de oportunidade transforma as ruas em chacina
Um sistema tão corrupto que te obrigam a participar
Para que quando a injustiça apareça, não possamos enxergar.


- Vinicius Neves
Postar um comentário