25 de abril de 2013

DO CAFÉ AO PÓ


Como é dificil dizer que tudo acabou
Pra fora do peito sei que nada mudou
Mas aqui dentro o vazio encontrou espaço
Meus pés além de não tocar o chão, agora estão descalços

Sei que te prometi tanto e nunca chegou o tempo que eu sempre quis
Te abraçar bem forte, de um momento para a vida inteira - e ser feliz

Sei que você gosta de café, e eu sei como é
Quando a gente brinca de amor, não sabe aonde botar os pés
A cabeça voa longe do tempo e flerta com a imaginação
De juntar emoções com razões sem ouvir reclamação

É quando vazamos um pouco de nós mesmos através dos olhos
Desse líquido cheio de vivências, mas que não pode trazer vida.


- Vinicius Neves
Postar um comentário