4 de julho de 2013

CORVOS NEGROS


A vida nunca foi bela
E sentado na rua
Queria dizer isso a ela
Enquanto pensava nela nua

Sua pele era branca
Como deveria de ser
Pele corada é pra quem?
Pra quem deseja viver

(Não sei o que aconteceu
E se o erro fosse meu?)

Corvos negros
Abra os selos
Olhe o céu
Tire o véu
Respire fumaça
Nada é de graça
Tudo faz sentido
Não dê ouvidos

(Não sei o que aconteceu
E se o erro fosse meu?)

Velas apagam na janela
Estou comendo carne crua
Não tente ser discreta
Não é obrigação tua

Sua pele era branca
Como deveria de ser
Pele corada é pra quem?
Pra quem deseja viver

(Não sei o que aconteceu
E se o erro fosse meu?)

A mancha de sangue no tapete
Eu tenho fome, eu tenho sede
Só mais um fruto da violência
Chore agora por sua clemencia

Corvos negros
Abra os selos
Olhe o céu
Tire o véu
Respire fumaça
Nada é de graça
Tudo faz sentido
Não dê ouvidos

Corvos negros
Abra os selos
Olhe o céu
Tire o véu
Respire de graça
Tudo é fumaça
Tudo tem ouvidos
Não faz sentido.


- Vinicius Neves

Postar um comentário