16 de agosto de 2013

A NOSTALGIA QUE É VIVER


As lembranças nostálgicas são aquelas que nos perseguem até o fim de nossos dias
Acompanham filmes, lugares, fotos, cheiros, melodias
O toque do telefone que emaranhava os pensamentos e embrulhava o estômago
Para alguns restaram os passos dados ou a falta de atitude que hoje são guardadas do âmago

As loucuras dos dias jovens, das atitudes impensadas, dos sentimentos intensos
Das burradas feitas, dos sorrisos lançados, dos corações imensos

Sempre cabia um novo amor

É difícil envelhecer, né? Estou ouvindo uma banda que gostava quando era adolescente e a nostalgia é sempre imensa quando escuto.
Minha adolescência foi muito boa. Apesar dos sentimentos conturbados, foram os momentos mais intensos da minha vida.

A gente aguarda com tanta ânsia o momento de sermos donos do próprio nariz e conhecermos o mundo. Mas aí quando isso acontece outras prioridades vão aparecendo e o seu mundo vai se tornando outro. Admito, mais sem graça. Descobrimos que o mundo não é tão legal para se conhecer, e que a vida não é feita só de coisas boas e momentos marcantes.

Por isso é necessário viver intensamente e às vezes abrir mão da razão. Não deixar nenhum arrependimento pra contar história.
Mas as lembranças, as namoradas, os grandes amigos, os tombos, as expectativas, as novidades...

São coisas que só o tempo irá mudar...

Será?


- Vinicius Neves
Postar um comentário