3 de setembro de 2013

SEM REGALIAS PARA AS INCERTEZAS


Tentei de tantas formas fazer o que sempre quis
Mudar o mundo ao seu redor para que fosse feliz
Se sentir arrepiado ao conversar com esse alguém
Só faz pensar mais nele. Você me faz tão bem.

O medo presente na incapacidade de talvez errar
Talvez viver, talvez ser insuficiente, talvez mudar
São tantos caminhos, que é quase impossível pensar por outras vias
São muitos "talvez" para quem quer trazer o melhor aos seus dias

É difícil entender como funciona essa máquina
Confusa locomotiva em meio à fumaça

Que o sorriso enlouqueça menos meus sentidos
E que os olhos possam também ser os ouvidos
Que a pele possa ser apenas a unica sensação
Que passeia por sonhos de um nostálgico coração

Você faz parte deles

Esse recanto de possibilidades não é tão simples quanto poderia
Mas é assim um dia de trabalho do meu peito, sem nenhuma regalia
Os meus sonhos eu faço levantar todos os dias, e a noite os ponho de volta na cama
A revolução maior está nas mãos e nos olhos de quem ama.


- Vinicius Neves
Postar um comentário