6 de dezembro de 2013

UMA VEZ ME DISSERAM QUE REBELDIA ERA ERRADO - E O QUE ISSO TEM A VER COM NELSON MANDELA


"Rebeldia é errado" - Era o que eu mais ouvia na minha adolescência.

Discordo dessa opinião e se você tiver um mínimo de mente aberta, vai ler o porque acredito nisso - é claro que você pode discordar e se rebelar contra meu ponto de vista, não vou te censurar.

Defendo o ponto de vista que nada - e absolutamente nada - de bom que tenha acontecido na história da humanidade tenha vindo antes de algum ato de rebeldia contra o sistema imposto.
Sistemas, governos, instituições, e tudo o mais a qual é regido quase que inteiramente por uma única força, frente, grupo, ou até mesmo pessoa; podem fazer o que bem entendem com as pessoas que estão "abaixo" de sua chefia. E boa parte (para não dizer grande maioria) das vezes, toda pessoa que detém tal poder acaba cego sobre as necessidades do próximo e toma atitudes que satisfaçam apenas o seu bel prazer, que favoreçam seus interesses. E exemplos não faltam para isso.

Abraham Lincoln disse uma vez que para testar o carácter de um homem, basta que lhe dê poder. Quase todos estão suscetíveis à própria corrupção.

A rebeldia por sua vez dá força e ideais acima da influencia corrompida e abafada - que faz de tudo para que as pessoas não evoluam, raciocinem e pensem por si mesmas. O Sistema só trabalha para resolver os problemas do Sistema e não da maioria, não os problemas do povo.

Os maiores homens da história foram rebeldes. Eram exatamente esses que andavam no meio do povo e não se escondiam por trás de uma mesa. Eram aqueles que falavam para o povo e não sobre o povo. E esses mesmos rebeldes, quando alcançaram sua forma almejada de "poder" - eles não mudaram, não se transformaram, não se corromperam, continuaram sendo do povo e para o povo. E isso inspira, transforma e muda corações.

Nelson Mandela sabia disso. E foi nisso que ele investiu sua rebeldia. Foi preso, humilhado, acusado de forma infame de traição; mas foi persistente, investiu em seus sonhos e pensamentos.

Vejo que a maior importância dele não foi apenas com sua luta contra o Apartheid e segregação racial. Nelson Mandela foi um ícone de luta, esperança e perseverança.

Suas palavras, formas de pensar, atitudes e lutas se refletiram em muitas outras pessoas. E - correndo o risco de eu parecer idealista demais - preferiu usar o poder dar palavras, da paz e do amor ao invés das armas e da força. O mundo perdeu um idealista dos mais ferrenhos e um humanitário sem igual. Dizem que uma simples conversa com Mandela era o suficiente para fazer com que olhássemos a vida de uma forma completamente diferente.

Nelson Mandela é uma parte importante da história da humanidade (não apenas da raça negra), assim como foi Martin Luther King, Malcon X, e tantos outros. Mas foi uma parte mais importante ainda na história da rebeldia - e de como as pessoas que acham que isso é errado são limitadas e despretensiosas.


- Vinicius Neves
Postar um comentário