14 de janeiro de 2014

O MUNDO CONTINUA SENDO UM MOINHO


Menina que anda perdida e escondida
Traz no peito uma grande ferida
Onde esconde o seu ser

Traz consigo um belo sorriso
De um orgulho ferido
Que só deseja viver

Nunca é tarde, fique sabendo, querida
Para fugir daquilo que a deixa iludida

O mundo continua sendo um moinho
E certamente cobrará seu caminho

Então olhar para trás e ver dezenas de estranhos
Irá perceber que nunca há apenas ganhos
As esquinas da vida não irão ser tão luxosas
Quando aprender que o mundo dá voltas

As extravagancias das roupas, dos perfumes e das festas alheias
Darão lugar ao amargor de ver seu próprio ser se desmanchar em poeira
A paz talvez nunca mais voltará ao seu lugar, confie em mim
O vício do mundo e tudo que nele contém será o princípio do fim


- Vinicius Neves
Postar um comentário