27 de abril de 2014

BUSHIDO


O tempo é o melhor medidor de realidade. É ele que separa os meninos dos homens. Com uma índole forte e um pensamento fixo, somos capazes de fazer o tempo trabalhar ao nosso favor.
O mundo é um lugar perigoso e em cada esquina encontramos pessoas que querem o nosso mal, querem ver o nosso pior, nos querem caídos no chão, sem poder levantar. Isso é comum e a cada pessoa que nega isso ou finge não acreditar, é uma vitória a mais contra nós mesmos.

É necessário ter um mínimo de disciplina, mesmo que seja algo que só você entenda; o caminho não importa contanto que você saiba aonde quer chegar. E para chegar até o reconhecimento, até a vitória, nenhum caminho é fácil. Se você escolhe um caminho aonde o único que sofre as perdas e os tombos consequentes é você mesmo, a estrada é mais dura ainda. Mas se não houvesse pedras no caminho, não iríamos nos lembrar dele. Tudo que é fácil demais se perde nos detalhes.

Quando somos pegos de surpresa e consequentemente somos tombados pelo acaso, poucos se comovem. Sorte daqueles que recebem auxilio e os ombros de alguém que se importa o bastante para te reerguer. Porém não podemos ficar no chão esperando a boa vontade que outra pessoa passe e nos levante.
Se você tiver os braços cortados, lute com as pernas. Se você tiver as pernas cortadas, lute com cabeçadas. Se você tiver a cabeça cortada, lute com os dentes. Mas jamais, jamais desista. O agressor foge quando vê que a vítima não pára de lutar.

O cansaço faz parte, ele nunca vai te deixar. Ter coragem e lutar pelo o que é seu exige vinte e quatro horas de batalha, e a sua mente jamais será capaz de descansar. Porém quando chegar no topo e olhar para trás, vai ver que você conseguiu fazer aquilo que ninguém imaginava.

Não se preocupe com as adversidades, sem elas a vitória seria bem menos significativa.
Não se preocupe com quem tentar atrapalhar sua história; sem essas pessoas, você não retiraria forças da onde nem imagina, usando os obstáculos para pular cada vez tão alto, até que um dia poderá voar.


- Vinicius Neves
Postar um comentário