30 de junho de 2014

CÉU ABERTO



Ela é céu aberto, ela é mar azul
De um destino incerto, um tanto incomum
Chego perto e ela sorri
Caminho certo para seguir

Me diz pra onde você vai
Juro que corro atrás
Sei que ainda é cedo para falar de amor
É muito cedo, seja como for

Queria saber tocar violão direito
Quem sabe perder esse mal jeito
Conseguiria aplacar esse tormento
Sabendo que já esperei demais por esse momento

Se vivesse sozinho uma eternidade
Passaria cem anos felizes e o resto de saudade

Se fosse refazer meus passos sozinho
Faria tudo igual sabendo que te encontraria no caminho

Se pudesse pedir um desejo para mim,
Seria que meus dias ao seu lado nunca cheguem ao fim


- Vinicius Neves
Postar um comentário