29 de novembro de 2014

DA MULHER INSPIRACIONAL


Debaixo de teu sorriso guardei uma morada
Uma morada que talvez fosse cilada
Cilada que poderia ser quem sabe a esperança
De tentar os pés até onde a vista nem alcança

Te desejo e te quero - essa é a mais pura verdade
Me ludibriar com suas lembranças é embriagar-me de saudade
Os dias longe do teu corpo e as ausências do teu sorriso
Só castigam minhas alucinações sobre tuas curvas e as loucuras de uma noite de solstício

Eu anseio pelo teu toque e anseio por tocar sua pele também
Chega a fazer mal de tanto querer o teu bem

Quero abrigar todo o seu ser debaixo dos meus braços
Fazer com que você se misture comigo pedaço por pedaço
Que teu corpo seja papel e meu lábios sejam a pena
Que em seguida o que aconteça sejam poemas e mais poemas

Seja sobre o anseio por este dia, pelo desejo que chegasse às pressas

Que venha a diversão da noite, que venha a graça do fim de semana
Repousar no leito do poeta, deleitar em fresca grama
Para que as noites frias se escondam longe de nossa cama

Sob ela se escondam pesadelos e sobre ela fiquem apenas os desejos
Esqueçam do que se foi e que se lembrem do que um dia poderão ser
Pois o que há aqui ainda hei de aproveitar e um dia ainda hei de escrever.


- Vinicius Neves
Postar um comentário