28 de outubro de 2015

A MINHA RUA


Na rua da minha casa tem bastante coisa até
É uma via dupla de duas mãos; tem semáforo e vendedor que vende bala a pé

Tem gente que prefere não dividir espaço e é meio egoísta
Para o carro entre as duas faixas, bem no meio da pista

A quantidade de carros só cresce, e todo mundo que vem atrás se prejudica
Poderiam perder bem menos tempo ao invés de ficar ali em fila

Parei sem querer pra refletir que às vezes a vida é como a minha rua
Quem sabe não só com a minha, talvez também com a sua

Tem sempre alguém no caminho que nos oferece algo
Pode ser doce, pode ser amargo

Dependendo do lugar que a gente chega, tem que dar uma parada para liberar o caminho
Eu particularmente prefiro andarmos juntos que atrapalhar a rua inteira sozinho.


- Vinicius Neves
Postar um comentário