11 de maio de 2016

CHUVA DE METEOROS


Os céus pegaram fogo
Mas eu não me importei

O vento se calou
Mas eu não me importei

A noite jazia fria e densa
Mas eu não me importei

Os dedos se entrelaçaram pelas mexas de seus cabelos e ganharam sua nuca
Os olhos transbordavam de uma atenção que parecia calcular todas as probabilidades de uma vida
Os pulmões entraram no ritmo do Hard Rock
O corpo tremia como se fosse sete pontos da Escala Richter

A alma se deitou em nuvens de tranquilidade e repousou em sonhos de criança
O que poderia ser melhor que estar aqui com você?

Seus atos, seus gestos, suas caras e bocas
Tudo fascina
Tudo ilumina

Me desorienta enquanto ainda consegue me dar um rumo
Tua voz me mostrou a saída da escuridão em que eu estava

E mesmo depois de escrever tudo isso, ainda faltam palavras para dizer como me sinto.

Talvez apenas possa dizer que:
Teu amor é graça, de riso e de milagre
Me abrace antes do fim, mesmo que o mundo desabe.


- Vinicius Neves
Postar um comentário